Narciso Costa

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADLRA/PSS/NC
Title type
Atribuído
Date range
1880 Date is uncertain to 1969 Date is uncertain
Descriptive dates
[1880-1969]
Dimension and support
30 doss., 18 docs.; papel
Biography or history
Narciso Casimiro Costa, nasceu na freguesia de em São João do Santo em Braga no dia 15 de Fevereiro de 1890 e faleceu em Leiria em 1 de Abril de 1969. Filho do grande ourives que foi Manuel Casimiro Costa e sobrinho de outro grande ourives, António Casimiro Costa. A primeira notícia que temos sobre Narciso Casimiro Costa data de Outubro de 1903 e refere-se a uma banqueta em prata encomendada por um abastado cliente para oferecer à capela do S.S. Sacramento.

Em 1905 recebeu um dos diplomas atribuídos aos alunos mais bem classificados da ano anterior da Escola Industrial Bartolomeu dos Mártires.

Frequentou a Escola Comercial e Industrial de Braga, onde se distinguiu na disciplina de Desenho, seguiu como bolseiro para a Ecole des Arts et Métiers (Section des Arts Industriels) na Suiça, mais especificamente Genebra, cujo curso concluiu em 1912, após ter recebido vários prémios, nomeadamente: dois de Cinzelagem; um de Desenho de Figura; dois de Modelação de Figura e um 2ª prémio em Arquitectura.

Em Novembro de 1914 veio para Leiria como professor de desenho geral da Escola Industrial Domingos Sequeira e 2 anos depois substituia o notável investigador do castelo de Leiria, Arquitecto Ernesto Korrodi, nas funções de Director, servindo assim a Escola durante 42 anos, sendo cumulativamente, por alturas de 1920, professor de Desenho e Francês no Liceu Francisco Rodrigues Lobo, desta cidade.

Várias razões impeditivas à sua maneira de ser levaram-no em 1956 a pedir aposentação, tendo então sido alvo duma manifestação pública de admiração e louvor, recebendo um pergaminho com milhares de assinaturas dos seus antigos alunos.

Permaneceu sempre fiel aos seus métodos de estética clássica, sendo um artista essencialmente de pormenores, e interessado verdadeiramente no acto da criação. Espírito culto, cativo de todos os motivos humanos e artísticos, incluindo os literários e musicais.

Conviveu com grandes intelectuais da época, desde Almada Negreiros a Miguel Torga, Afonso Lopes Vieira e Lino António.

Portugal, ADLRA, Narciso Costa (F)

Custodial history
A documentação que constitui este fundo encontrava-se à guarda de familiares que procederam à sua organização. O ADLRA definiu como estratégia respeitar a organização da documentação conforme deu entrada neste Arquivo.
Scope and content
Este fundo é constituído por 30 dossiers e encontra-se dividido em três secções:

1. "Vida e Obras";

2. "Narciso Costa e amigos";

3. "Narciso Costa e Leiria";

4. "O meu tesouro".

Estas quatro vertentes procuram enfatizar a personalidade de Narciso Costa, enquanto, artista (à volta do qual orbitou uma plêiade de artistas e escritores de relevo), professor e director da Escola Comercial e Industrial e, com destaque a relação mútua e profícua com a cidade de Leiria.

Tipologia e suporte: Documentos textuais; documentos iconográficos e arquitectónicos.
Arrangement
A estrutura e organização da documentação foi mantida, tal como foi incorporada, tendo como base a organização da documentação feita pelos familiares.
Access restrictions
Documentação privada tornada pública após doação.
Language of the material
Português
Other finding aid
Inventário elaborado por familiares, 1890-1966 (VI-28-E-09)
Creation date
6/1/2011 12:00:00 AM
Last modification
10/17/2014 4:51:25 PM